Localização Pronutrir

Estou em:

Pronutrir Cariri

O diagnóstico de câncer chega na vida do indivíduo como algo impactante exigindo desse inúmeras adaptações. Medo, angústia, insegurança, raiva,  revolta e sentimento de  desamparo são algumas das emoções facilmente observáveis.

Podendo desencadear em alguns casos alguns tipos de Transtornos, como Depressão e Ansiedade.

Dentro desse novo cenário que provoca mudanças significativas na rotina, estilo de vida e relações do paciente, faz-se emergente uma reestruturação e ressignificação frente a vida.

É nesse contexto tumultuado e amedrontador que a psicologia atuará a fim de acompanhar o paciente a enfrentar essa nova realidade. A essa área de interface chamamos de Psicooncologia.

O psicólogo intervirá através de uma escuta ativa, fornecendo o apoio psicossocial, psicoeducativo e terapêutico, visando desmistificação da doença, identificação das fragilidades e vulnerabilidades, reforçando potencialidades e utilização de estratégias adaptativas  para um melhor enfrentamento.

Quais são as contribuições da Psicologia para o paciente?

Acolher, através de uma escuta atenta e plena o ser humano dentro de sua singularidade;

Auxiliar o paciente a desmontar seu sistema de crenças, fundados em dogmas e estigmas acerca do câncer, facilitando assim a adesão e adaptação ao novo contexto;

Desenvolver junto ao paciente, formas mais eficientes de enfrentamento, adquirindo comportamentos e recursos mais assertivos;

Promover a expressão de suas emoções como possibilidade de comunicação, minimizando agentes ansiogênicos;

Resignificar acontecimentos e estabelecer uma rede social eficiente e significativa;

Assistir de maneira integrada e ou individual família, paciente e equipe de saúde; 

Como serão as intervenções?

Poderão ter cunho verbal, imaginativo, por meio de técnicas de visualização e meditação, como também corporais como relaxamento, técnicas expressivas por meio de dramatizações.

Por: Dra. Mauren Knolseisen

Psicologa

CRP 11/03273