Localização Pronutrir

Estou em:

Pronutrir Fortaleza

Em virtude da ampliação da população idosa, transições demográficas e a mudança de hábitos alimentares observa-se o aumento da prevalência das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) e alterações no estado nutricional, as quais podem causar incapacidades físicas, fisiológicas e psicológicas. As DCNT e suas complicações demandam tratamentos clínico e nutricional específicos, logo, os cuidados em saúde em domicílio crescem progressivamente. Em muitos desses casos é necessária uma via alternativa e atenção diferenciada quanto à alimentação.

A Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral, classifica a Terapia Nutricional Domiciliar (TND), como assistência nutricional e clínica ao paciente em seu domicílio. Pode ser instituída em regime oral, enteral ou parenteral e deve ser parte do acompanhamento clínico de pacientes de média e alta complexidades. Tem por objetivo recuperar ou manter o nível máximo de saúde, funcionalidade e comodidade do paciente e está associada à redução de custos assistenciais.

A TND permite a humanização, em um local confortável e seguro, além de reduzir o tempo de internações, exposição ao risco de infecções e custos hospitalares, proporcionando o um atendimento adequado além de uma melhor qualidade de vida ao paciente e aos familiares.

A atuação do nutricionista é de suma importância para monitorar sua evolução clínica e nutricional. Essa avaliação permite a identificação de possíveis alterações no estado nutricional dos indivíduos. Além disso, possibilita intervenção dietética adequada as suas necessidades que podem variar devido a fase do curso da vida ou condição de saúde associada.

POR: Michaelle Ament
Nutricionista – CRN6º 19820/P

REFERÊNCIAS:

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA (Brasil). Resolução RDC n.º 63, de 6 de julho de 2000. Aprova o Regulamento Técnico para fixar os requisitos mínimos exigidos para a Terapia de Nutrição Enteral. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, Seção 1, 7 jul. 2000. Disponível em: https://goo.gl/7FXhMi

SOCIEDADE BRASILEIRA DE NUTRIÇÃO PARENTERAL E ENTERAL. Terapia nutricional domiciliar. Rev Assoc Med Bras. 2012;58(4):408-11.