Localização Pronutrir

Estou em:

Pronutrir Fortaleza

Ao lado da cirurgia e da radioterapia, a quimioterapia completa as bases do tratamento do câncer.

A Pronutrir faz manipulação e infusão de quimioterapia. Manipulação é a preparação das soluções com os medicamentos quimioterápicos, cujas dosagens são personalizadas e definidas pelo oncologista.

A infusão é a aplicação desses medicamentos, realizada em clínica própria ou em hospital, caso o paciente esteja internado.

Mais comumente, a quimioterapia é administrada pela via venosa. Em situações específicas, outras vias podem ser utilizadas, como na quimioembolização, na aplicação por cirurgia ou mesmo pela via oral (comprimidos).

Objetivo

O objetivo da quimioterapia é destruir as células cancerosas. Dependendo do tipo de câncer, pode-se usar um só medicamento (monoterapia) ou com uma combinação de medicamentos (terapia combinada), por via oral ou injetável.

Os objetivos possíveis deste tratamento são:

  • Curar o paciente – quimioterapia com intenção curativa;
  • Ajudar a fazer outros tratamentos mais eficazes – por exemplo, a quimioterapia pode ser combinada com radioterapia (radiação que também é utilizado para matar as células cancerosas) ou pode ser usada antes da cirurgia;
  • Reduzir o risco de o câncer retornar após radioterapia ou cirurgia;
  • Aliviar os sintomas – em situações de doença avançada, quando a cura não é viável, a quimioterapia pode ser usada para aliviar os sintomas e retardar a progressão da doença. Isto é conhecido como quimioterapia paliativa.

Também há situações em que, devido ao estado avançado da doença e/ou à fragilidade da pessoas enferma, a quimioterapia não é benéfica, podendo fazer mais mal que bem. Esta situação pode ocorrer logo na avaliação inicial ou ao longo do tratamento.

A equipe

Na Pronutrir Oncologia, a partir do momento em que a quimioterapia é indicada, o paciente passa a ser acompanhado por uma equipe de profissionais altamente treinados, composta de:

  • Médico oncologista – especialista no tratamento de câncer, juntamente com a equipe, ele elabora e supervisiona um plano de tratamento específico para cada caso;
  • Enfermeiro oncológico – especializado no atendimento dos pacientes com câncer, atua na avaliação inicial do paciente (logo em seguida ao oncologista), bem como nos procedimentos de aplicação das medicações e no monitoramento da saúde do paciente ao longo do tratamento;
  • Técnico de enfermagem – exerce assistência direta ao paciente, sob supervisão do enfermeiro.
  • Farmacêutico – executa a manipulação dos medicamentos a partir da prescrição médica. É o responsável direto pela adequação das apresentações comerciais dos medicamentos às necessidades individuais de cada paciente.
  • Psicólogo – sendo o câncer uma condição de ameaça à vida, os pacientes e seus familiares passam por experiência de grande estresse, sendo recomendável que contem com apoio profissional para uma adaptação menos difícil a tamanho impacto psico-emocional.
  • Nutricionista – elabora a intervenção nutricional, de suma importância, a fim de preservar ao máximo a condição se saúde, bem como para controla sintomas como falta de apetite, prisão de ventre, náuseas, diarreia e outros.
  • Vários outros especialistas podem vir a integrar a equipe, a depender das peculiaridades de cada caso.

A quimioterapia é um tratamento muito eficaz contra o câncer e tem ajudado a salvar milhões de vidas, mas ela causa efeitos colaterais. Os medicamentos utilizados na quimioterapia não podem distinguir entre células cancerosas de crescimento rápido, de outros tipos de células de crescimento rápido, tais como células sanguíneas, células da pele e as células no interior do estômago. Isto significa que a maioria dos medicamentos de quimioterapia têm um efeito tóxico em células sadias do corpo.

Algumas pessoas têm apenas efeitos colaterais mínimos, mas outras experimentam efeitos desagradáveis. A maioria desses efeitos indesejáveis, se não todos, desaparecem depois de o tratamento estar completo.